Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram
PSD

Notícias

CMA - Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle
Data: agosto, 2015Imprimir

O Tribunal de Contas da União (TCU) acatou pedido do senador Otto Alencar (PSD-BA) e vai fazer auditoria no Postalis, fundo de pensão dos Correios para investigar suspeitas de corrupção e desvios. “O Fundo enfrenta hoje um déficit de R$ 5,6 bilhões, resultado de ingerência política, investimentos desastrosos e regulação frágil”, disse o presidente da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle.

Segundo Otto Alencar, a auditoria do TCU se justifica pelo fato de a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), órgão regulador dos fundos de pensão, não ter adotado providências necessárias, apesar de já terem sido lavrados 35 autos de infração por irregularidades no Postalis.

O Postalis é uma entidade de previdência complementar, criada para garantir aos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) benefícios previdenciários complementares aos da Previdência oficial.

A auditoria foi solicitada por Otto Alencar em 30 de junho deste ano via CMA. Representantes de sindicatos dos trabalhadores dos Correios estiveram reunidos, no dia 17 de julho, com o senador para entregar documentos referentes ao Fundo de Pensão dos Correios.

Críticas à gestão do Postalis marcaram também a audiência pública realizada, no dia 9 de junho pela CMA. O debate foi marcado para identificar os problemas que levaram o fundo a registrar o déficit de R$ 5,6 bilhões. No dia 6 de maio, foi lido no Senado, requerimento de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Postalis. O senador afirmou que aguarda a instalação da comissão.

Redes Sociais